Conheça os 5 erros mais comuns na cozinha e torne-se um verdadeiro Chef!


Chegamos a casa e começamos a pensar o que queremos fazer para o jantar. Uma massa ia bem, mas uns panados com arroz é que vinha mesmo a calhar. Problema: Há imensos erros básicos que ainda não conseguimos corrigir e acabamos sempre por encomendar uma pizza.

BBp1Mjw

Aqui pode estar a sua solução. A revista Time fez uma lista que mostra alguns dos erros mais básicos que cometemos na cozinha e a solução para os mesmos.

1. Não lemos a receita até ao fim antes de começar a cozinhar: “Ler uma receita é como olhar para o mapa antes de iniciar uma viagem. É a melhor forma de ter a certeza que vamos ser bem-sucedidos” afirma Linda Carucci, autora do livro Cooking School Screts for Real Wolrd Cooks. Solução – Perca algum tempo a ler todos os detalhes da receita. Tire da despensa os ingredientes que vai precisar e disponha-os todos na bandaca antes de começar a cozinhar. Se for necessário, vá dando umas ‘espreitadelas’ pelo livro, há sempre pequenos detalhes que fazem a diferença e não convém esquecermo-nos deles. É melhor do que fazer o prato e acabar por o deitar para o lixo.

2. Encher a frigideira: Convém haver algum espaço na frigideira ou na panela. Cobri-las por completo ‘aprisiona’ o calor e faz com que comece a sair muito fumo. O fumo impede que os alimentos fiquem bem cozinhados, com uma pele tostada ou com alguma caramelização – que ajudam a reter o sabor e os sucos dos alimentos – explica Richard Simpson, director da parte educacional do Institute of Culinary Education, em Nova Iorque. Solução: Em vez de encher uma frigideira, opte por usar duas e distribuir os alimentos.

3. Cozinhar massa numa panela demasiado pequena: Qual o resultado disto? Um monte de massa pegajosa. Quando a comida é adicionada a um tacho com água a ferver, a temperatura da mesma desce de imediato. Se adicionarmos demasiada comida a uma pequena porção de água, esta deixa de ferver, alterando o processo de cozedura, fazendo com que a massa fique ‘pastosa’ e com uma textura esquisita. Solução: Use muita água. Este é o elemento fundamental para ter uma massa deliciosa e ‘al dente’.

4. Usar ervas secas e não frescas: Por incrível que pareça, esta pequena mudança pode ter um impacto enorme no tempero da comida. Por exemplo, o manjericão e a salsa devem ser sempre usados frescos, já que as suas versões ‘secas’ têm muito menos sabor, mas os orégãos e o estragão ‘secos’ têm um sabor muito mais forte do que os frescos. Solução: Quando decidir substituir ervas frescas por secas, estude bem o assunto e use um livro especializados em ervas aromáticas para se guiar.

5. Usar óleo pouco quente: Quer seja numa panela ou numa fritadeira, a comida vai absorver muito óleo (e ficar pesada e gordurosa) caso este esteja abaixo dos 177 ºC. Solução: Procure no seu supermercado um óleo com um ‘ponto de ebulição’ (temperatura a que começar a arder) alto. Se não tiver um termómetro para cozinha, deite um pouco daquilo que pretende fritar no óleo e se este começar a borbulhar de imediato é porque está pronto para ser usado.

fonte: msn.pt



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *