Com o São Martinho à porta conheça a riqueza nutricional das castanhas e aproveite a época!

Muito apreciado nos meses de maior frio, este alimento é rico em hidratos de carbono e em água. Saiba porque é que quem ingere muita carne vermelha as deve incluir na sua alimentação.

18919128_YKF2P

Hoje, os portugueses voltaram a reconciliar-se com elas. Desprezadas na cozinha portuguesa durante muito tempo, são um alimento rico em nutrientes que está especialmente indicado para pessoas ativas e desportistas. A sua composição é mais aproximada à dos cereais do que à dos frutos secos, família a que pertencem. Por exemplo, são um dos frutos secos com mais hidratos de carbono (45,5 g/100 g) e menos quantidade de gordura (1,3 g/100 g).

A sua constituição calórica também é bastante reduzida (221 kcal/100 g). O facto de terem muita água (39,5 g/100 g) é um dado muito importante a ter em conta. São pobres em sódio e ricas em potássio, sendo, por isso, recomendadas nas dietas de pessoas com hipertensão ou problemas cardíacos. Contêm substâncias alcalinizantes que neutralizam o excesso de ácidos no sangue e facilitam a sua eliminação através da urina.

Esta propriedade é extremamente útil para quem tem excesso de ácido úrico e para pessoas que comem carnes vermelhas com frequência. Para além disso, têm vitamina A, B e E, cálcio, fósforo, ferro e folatos. Não as guarde em sacos de plástico. Um dos sinais de que as castanhas são boas é a pele lisa e brilhante, sem imperfeições, e firme ao tato. Podem ser muito saborosas mesmo se forem pequenas.

Devem ser conservadas num local fresco e seco, resguardado da luz, sem recorrer ao uso de um saco de plástico pois facilmente ganham bolor e ficam estragadas. Podem ser saboreadas cozidas ou assadas. No primeiro caso, faça-o quando estiverem macias e descasque-as bem para evitar o travo amargo. Atenção que comê-las cruas pode causar flatulência.

Segredos para as descascar na perfeição:

– Faça um corte profundo em forma de cruz na casca.

– Coloque as castanhas, já todas com o corte, de molho durante 15 minutos em água quente.

– Logo depois de escorridas, coloque-as no forno a 180º C até que a casca comece a curvar-se sem que queimem por dentro.

– Devem ser descascadas a quente, com cuidado para não queimar as mãos.

– Se a pele interior não estalou, para que as castanhas não fiquem amargas, tente fervê-las novamente durante um minuto.

Composição nutricional 

De acordo com a Tabela de Composição dos Alimentos do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, em Lisboa, 100 g de castanhas contêm:

– 571 mg de potássio

– 1,3 g de gordura

– 45,5 g de hidratos de carbono

– 39,5 g de água

– 211 calorias

fonte: http://lifestyle.sapo.pt/



Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *